Meus 5 princípios-chave para viver uma vida de sucesso

Por: Jay Fantom (Australia)

Alguns anos atrás, cheguei a um ponto baixo em minha vida quando estava de coração partido porque meu cachorro de 11 anos teve que ser sacrificado, meu trabalho não ia bem e o relacionamento com a garota com quem eu pensei que iria me casar acabou. Em um momento de desespero, saí para dar uma volta com o meu carro e, enquanto o carro acelerava, desviei, com a intenção de atingir um poste de luz. Mas, por alguma razão, não cheguei a bater no poste. O volante girou de alguma forma e, quando o carro parou, muito emocionado, pedi a Deus que me orientasse e me ajudasse.

E assim as coisas começaram a melhorar. A mentalidade que me ajudou a progredir o tempo todo foi de Persistência, Prática, Paciência, Prece e Perseverança. Meus 5 princípios-chave para viver uma vida de sucesso. Comprei um novo cachorro, mudei de emprego e comecei a perceber que compartilhar minha história era inspirador para outras pessoas. E foi então que percebi que também poderia ajudar outras pessoas a fazer o mesmo e compartilhar suas histórias. Estava determinado a “desembrulhar” essas histórias e dar às pessoas uma plataforma para compartilhar suas histórias e experiências de todas os âmbitos da vida e é assim que o podcast do Story Box se transformou no que é hoje. A primeira pessoa na minha lista de possíveis convidados foi Steven Spielberg. Decidi que ele seria meu convidado número um e que trabalharia muito duro para tê-lo como convidado “desembrulhando” sua história. Tony Robbins, Lewis Howes e muitos outros também estavam nessa lista. Comecei entrevistando amigos e fui progredindo a partir daí.

Como a maioria das pessoas, já passei por muitas dificuldades, embora tenha apenas 24 anos. Entre outras experiências, tive um caso grave de meningite meningocócica, um apêndice rompido que poderia ter tirado minha vida, depressão, ansiedade, ataques de pânico graves, vícios, estou me recuperando de um distúrbio alimentar que me deixou no hospital por 9 dias, anorexia, bulimia e lutas com a autoestima. Ser vulnerável tem sido fundamental em minhas entrevistas, pois me permite conectar a um nível mais profundo com a pessoa que estou entrevistando, além de potencialmente ajudar alguém com a minha experiência.

Percebi que cada história é importante. Minha história é importante. Quantas histórias de outras pessoas importam e não as ouvimos? Cada pessoa tem uma história e eu as compartilho com o mundo. Meu propósito é ajudar os outros a perceberem que tudo tem valor na vida.

Lembre-se de que a sua história é importante. Seja vulnerável. Compartilhe seus altos e baixos e como você superou suas dificuldades. Isso ajudará a inspirar e orientar outras pessoas.

Seja abençoado sempre,

Jay

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

A empresa processa seus dados para facilitar a publicação e gerenciamento de comentários. Você pode exercer seus direitos de acesso, retificação, exclusão e oposição, entre outros, de acordo com nossa Política de privacidade .